Morada

Poetisa não tem endereço.
Esta busca inquieta pelas palavras a faz moradoras de muitas casas. Ou moradora do vento. São passos inesperados. São canções exiladas. As janelas, pássaros muitos, abrem suas rendas e tecidos para a asa ritmada. Caminha, caminha, caminha e um chão de espantos faz o seu caminhar: vê algo e enxerga outro algo.

Pâmela

Comentários

  1. Recordando...

    http://bit.ly/csJt7I

    ;)

    ResponderExcluir
  2. Lindíssimo, Pâmela!
    Com o teu selo de qualidade...
    É um prazer enorme, sempre, ler os teus versos!
    Abraço e beijinhos, minha querida

    ResponderExcluir
  3. Vc é tão delicada que flutuo ao te ler. Vou pensar agora para qual casa irei voando! =)

    Beijo, beijo!!!

    ResponderExcluir
  4. Pâmela, que maravilha de post. Que jeito bonito de dançar nas palavras!

    ResponderExcluir
  5. Pâm,
    revejo-me, totalmente, no texto que escreveste.
    :))tem tanto do que sou...
    beijo no coração.

    ResponderExcluir
  6. Pâmela,

    poetas são assim, veem o que ninguém mais consegue acreditar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. uma escrita inesperada a cada dia que passa.

    ResponderExcluir
  8. a poesia não tem casa
    o mundo todo é o seu lar, pois em cada detalhesinho dele também residem as palavras ressignificadas...
    e assim é @ poeta que em tudo vê poesia brotar!

    Lindíssimo, Pamela! Adorei

    ResponderExcluir
  9. Ei Pâmela,

    Que bela poesia essa sua. Poetisa como você não tem endereço mesmo, no meu caso, tem morada e essa é certa!

    saudades de você guria!

    beijos

    ResponderExcluir
  10. Esse é dos que guardei em word aqui no pc...[claro, sempre com a devida referencia bibliográfica]abs

    ResponderExcluir
  11. Eu gostei tanto que vai para o meu caderno de trechos *.*

    Lindo Pâmela!

    Grande Beijo.

    ResponderExcluir
  12. Lindissimo!!! O importante é reconhecer a poetiza... Escritos bonitos sempre encontram corações para morar!!! ;)
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. poetisa não tem endereço, mas aqui a pura poesia faz morada.

    bela, bela!

    ResponderExcluir
  14. "minhas raízes estão no ar..."
    "[nossa] casa é qualquer lugar..."

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas