(lingua)gem

e ao provar de tuas palavras,
meus lábios entorpecidos ficaram
tamanho o gosto da sua (lingua)gem de veneno

pâmela grassi,

Comentários

  1. O torpor da linguagem é sempre mais perigoso ;)

    Beijo, poetisa!

    ResponderExcluir
  2. é, provar palavras é coisa tão pessoal quanto provar beijos...o sentir é imediato

    por que estradas tu andou, menina?

    beijos

    ResponderExcluir
  3. Palavras sempre fortes.

    Grande Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Gosto sereno ou mortal. Muitas vezes nós nem decidimos, mas precisamos prová-los.


    Flor do meu coração, a gente pode bater um papo pelo gmail sim, o problema é que nem lembro meu login, só entro nele através do orkut. Então se quiser me add por lá, copie o endereço >.<
    http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=ls&uid=195776974969021069

    Fico muito grata e ansiosa pela conversa!

    És cativante!

    ResponderExcluir
  5. nas linguagens é que descobrimos a essência, e isso poucos sabem provar... Dessa forma vale a pena se envenenar! E eu quero me envenenar!

    beijos Pamela

    ResponderExcluir
  6. o gosto da palavra é pesado.

    intenso, muito.
    beijo

    ResponderExcluir
  7. A peçonha da linguagem é , muita vez, mais mortal que aquele da cobra coral...
    Lindos versos!
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  8. É, Pâmela.
    A lingua(gem) é sempre algo dúbio e de poderes extremos.
    Bela advertência poética.
    Beijo grande,

    Ivan Bueno
    blog: Empirismo Vernacular
    www.eng-ivanbueno.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. lingua(gem)venenosa.mortal!
    todo o cuidado é pouco...
    beijo

    ResponderExcluir
  10. Ei Pam!
    Letras envenenadas as suas...

    Bom ver flores zapatistas no seu blog!!! Vou te linkar!
    (é mais fácil se acomodar do que assumir o próprio destino)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Ah!
    Esqueci de perguntar!
    Você tem contato ou é do Levante Popular da Juventude?

    Até!

    ResponderExcluir
  12. Pâmela,
    Faz tempo que quero comentar, mas me esqueço ao escrever e ler.
    Esta sua foto bebendo água da fonte é linda e extremamente simbólica. Parabéns a quem a tirou e a você.
    Obrigado por estar aqui.
    Beijo grande,

    Ivan Bueno
    blog: Empirismo Vernacular
    www.eng-ivanbueno.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. nossa!
    mas que honra a sua visita!
    só amor e cor por aqui!

    vc num quer também nos agraciar com uma poesia sua sobre o amor?
    já vi (li) que vc dança sobre ele com lindos movimentos.
    seria mais uma honra.

    te sigo!
    um sorriso.
    Mari

    ResponderExcluir
  14. Obrigada, e digo o mesmo da sua escrita. Começando a ler é sempre impossível saber como vai acabar e isso fascina-me.

    Um beijo :)

    ResponderExcluir
  15. sinhá pâmela, grato pela visita e visto.
    e que bom que gostou. é simples mas é de verdade.
    gostei daqui tbm. vou seguindo.

    ResponderExcluir
  16. Que beleza!
    Tudo Não só a (lingua)gem! =D

    ResponderExcluir
  17. tá sentindo meu ombro? pois estou aqui juntinho agora ;)

    obrigado pela visitas e palavras tão gentis

    beijo
    G

    ResponderExcluir
  18. (lingua)gem criativa a sua, Pâmela

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas